Segundas às sextas-feiras de 08:00 às 17:00 - Sábado de 08:00 às 12:00    Av. Prudente de Moraes, 901, Belo Horizonte - MG
(31) 3293 - 7312

Ametropias e emetropia

Emetropia é o estado normal do poder de refração de um olho. O olho emétrope forma uma imagem nítida, com isso o paciente tem uma visão normal.

As ametropias são erros de refração que dificultam a nitidez da imagem na retina. Dentre elas temos: hipermetropia, miopia, astigmatismo e presbiopia. Elas são corrigidas com uso de óculos, adaptação de lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Hipermetropia

A hipermetropia é um erro de refração em que a imagem é formada atrás da retina. Algumas vezes isso ocorre porque o olho é menor do que o normal. A hipermetropia também pode ser causada por alterações na córnea ou no cristalino.

A maior parte das crianças apresenta hipermetropia, porque seus olhos normalmente são menores do que deveriam ser, porém elas têm um maior poder de acomodação e suportam graus muito mais elevados. São comuns casos de pessoas que necessitam de óculos na infância, mas deixam de usá-los na idade adulta, quando o olho atinge o tamanho ideal.

Sintomas: o principal sintoma é a visão embaçada para perto, principalmente para leitura. Também podem ocorrer dores de cabeça, cansaço ocular ou sensação de peso nos olhos. Na criança, em graus elevados ou diferentes entre os olhos, pode ocorrer a ambliopia (alteração no desenvolvimento visual), podendo levar a baixa de visão permanente em um ou em ambos os olhos.

Tratamento: o paciente deve procurar o oftalmologista para a escolha do tratamento adequado. A hipermetropia pode ser tratada com uso de óculos, adaptação de lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Miopia

A miopia é um erro de refração em que a imagem é formada antes da retina. Algumas vezes isso ocorre porque o olho é maior do que o normal. Embora as causas de miopia não sejam conhecidas de forma exata, sabe-se que pessoas com história familiar de miopia apresentam maior probabilidade de vir a desenvolvê-la.

Frequentemente, a miopia é percebida pela primeira vez em crianças na escola. Em geral, essas crianças não conseguem ver perfeitamente o quadro, mas conseguem ler um livro facilmente. A miopia tende a piorar com a idade e, em geral, se estabiliza por volta dos 20 anos de idade. Por isso exames precoces e regulares são importantes em crianças, principalmente em idade escolar.

Sintomas: uma pessoa míope consegue ver objetos próximos com nitidez, mas os distantes são visualizados como se estivessem embaçados (desfocados).  Semicerrar os olhos pode fazer com que os objetos distantes pareçam mais nítidos. Além disso, o paciente também pode apresentar dores de cabeça e cansaço visual.

Pessoas com alto grau de miopia (em geral maior que 6) podem ter risco aumentado de desenvolver alterações graves na retina, como algumas degenerações e o descolamento de retina. Isso ocorre porque a retina nesses pacientes tende a ser mais fina que o normal, já que o olho é grande. Por isso, pacientes com alta miopia devem realizar exames periódicos de mapeamento de retina para diagnosticar precocemente e prevenir tais alterações.

Tratamento: o paciente deve procurar o oftalmologista para a escolha do tratamento adequado. A miopia pode ser tratada com uso de óculos, adaptação de lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Astigmatismo

O astigmatismo é um erro de refração causado, na maioria das vezes, por irregularidade da córnea. O resultado é uma imagem distorcida, isso porque os raios de luz chegam a pontos diferentes na retina.

Sintomas: o principal sintoma é a visão embaçada, que pode ocorrer tanto para perto quanto para longe. Também podem ocorrer dores de cabeça, cansaço ocular ou sensação de peso nos olhos.

Tratamento: o paciente deve procurar o oftalmologista para a escolha do tratamento adequado. O astigmatismo pode ser tratado com uso de óculos, adaptação de lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Presbiopia

Presbiopia é um erro de refração que ocorre aproximadamente aos 40 anos, em que, por perda da elasticidade e do poder de acomodação do cristalino, o indivíduo não percebe mais com nitidez os objetos próximos.

Sintomas:

-Dificuldade em enxergar letras e imagens muito pequenas.

-Visão borrada ao ler algo na distância normal.

-Dores de cabeça ou fadiga após tarefas que envolvem a visão de perto.

-Precisar de mais luz ao executar atividades que envolvem a visão de perto.

-Necessidade de afastar algo que se está lendo.

 

Tratamento: o paciente deve procurar o oftalmologista para a escolha do tratamento adequado. A presbiopia pode ser tratada com uso de óculos, adaptação de lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Deixe uma resposta